Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cronicamente Fabulosa

Tenho fibromialgia, mas também sou fabulosa e esta é a grande aventura que é a minha vida.

Cronicamente Fabulosa

Tenho fibromialgia, mas também sou fabulosa e esta é a grande aventura que é a minha vida.

Comer ou não comer? Eis a questão...!

por AF, em 01.09.19

 

Deixem-me admitir uma coisa.

Estou oficialmente com o maior peso que alguma vez estive na minha vida e de quem é a culpa? Minha, como é óbvio!

Nos últimos dois ou três meses desisti de quaisquer dietas e deixei as minhas emoções controlarem a minha vontade de comer. Acontece que as minhas emoções não são nada simpáticas para mim e não anseiam coisas saudáveis como uma saladinha ou beber muita água. Não, elas querem é bolos, chocolates, pudins, nuggets, pizza, um "ganda" hamburguer do McDonald's, um pacote inteiro de Oreos mergulhadas no leite.

Nada disto me faz sentir bem ou estar efectivamente. Na verdade, assim que acabo de comer sinto-me mal porque estou mal disposta e porque sinto que falhei comigo própria. Sinto-me mais deprimida e que não consigo ser responsável e dizer que não àquilo que não quero.

Aquele conforto que queremos ter quando comemos coisas destas é momentâneo e acontece única e exclusivamente enquanto as nossas papilas gostativas estão a sentir todo o açúcar ou gordura que os alimentos tenham.

Estou absolutamente convencida (porque é um facto) de que a comida é um vício tão forte quanto qualquer outro vício como drogas ou álcool. A partir do momento em que começamos a abusar não conseguimos largar por mais vontade que tenhamos.

Temos que ser radicais. Pôr um ponto final e dizer "não! eu não vou comer este delicioso bolo de bolacha que está aqui à minha espera e que vai ficar estragado se eu não lhe der caminho". E até parece uma coisa muito simples de fazer mas logo a seguir vem a Filipa número dois da minha consciência (ou o diabinho no ombro como gosto de chamar) dizer "nada disso, vamos comer e saborear este pequeno pedacinho de céu porque é tudo o que precisamos na nossa vida para sermos felizes" e o que é que acham que eu faço? Como o bolo de bolacha!

Todos os dias acordo convencida que naquele dia não vou comer nada que me faça mal. Tenho um pacote de flocos de aveia no armário e outro de leite de arroz no frigorífico. É só juntar e pôr no microondas. Eu até gosto daquilo, então porque raio é que na altura de comer me desvio para os pacotes de bolacha?

Cada vez mais pareço o monstro das bolachas. Doida por biscoitos, gorda como tudo e olhem só hoje até estou a usar uma camisola azul!

Preciso de regras alimentares na minha vida. Regras alimentares que eu siga e que respeite. Preciso de meter na cabeça que se não emagreço não vou a lado nenhum na minha vida. As dores vão piorar, vou sentir-me cada vez mais horrorosa e vou conseguir fazer menos coisas porque o peso dificulta imenso a quantidade de actividade física que eu consigo fazer e eu não quero nada disto. Tenho 25 anos bolas! Ainda vejo desenhos animados com uma tacinha de cereais na mão, preciso de resolver a situação antes de me ver velha, desgastada e sem motivação.

Amanhã é segunda-feira. Pode ser que exista um milagre qualquer na minha vida que me faça ganhar juízo. Se não fizer.... esperem encontrar-me a chorar compulsivamente porque não posso comer o frasco de nutella inteiro.

Socorro!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D